Participe do nosso site!
Login:Esqueci a senha
Senha:
 
Psicologia, Psicanálise e Desenvolvimento Humano
Constelação Familiar • Hipnose • Visualização Criativa
Terapia em Grupo e Individual • Presencial e pela Internet
Cursos • Workshops
Expediente
Página inicial
Apresentação
Currículo Profissional
Na mídia...
Fale Conosco
Cadastramento
Para Você...
Artigos
Mensagens para Reflexão
Ler e Assistir na Cama
Material de Apoio aos Livros
Exercícios
Atendimentos
Psicologia
Psicanálise
Florais de Bach
Consultório Novo Equilíbrio
Consultório Virtual
Grupo de Orientação

 

Tema: Artigos

Autoconhecimento:
Fator Fundamental para o Sucesso!


autoconhecimento

“É impossível haver progresso sem mudança e, quem não consegue mudar a si mesmo, não muda coisa alguma.” - George Bernard Shaw

Falar de si mesmo, apesar de parecer simples, é uma dificuldades que muitas pessoas têm. Os motivos são variados, entre eles a insegurança ou timidez e a outra é não saber o que dizer.

Não são muitos os momentos onde falar de si mesmo é solicitado, mas em uma entrevista de emprego é algo natural, solicitado e é o esperado. Começamos por aí a entender onde o Sucesso e o Auto-conhecimento se encontram e como estão ligados entre si. A entrevista é um momento em que você está sendo observado por pessoas treinadas e com um objetivo pré-determinado para compreender e analisar se a sua personalidade ou o seu perfil são os adequados ou o esperado para a vaga e para a atividade em questão.

É óbvio que é fundamental a capacidade técnica e o conhecimento teórico para desempenhar qualquer função, mas atualmente o segundo requisito mais importante depois deste é a inteligência emocional nas relações interpessoais. Estou querendo dizer com isso que é preciso para um bom relacionamento entre as pessoas em qualquer lugar, mas principalmente para um trabalho em equipe que exista um autoconhecimento que determine a sua forma de pensar, sentir e agir.

É no momento da entrevista que o recrutador poderá ver a forma que você "se vende", "faz o seu marketing" pessoal, pois aquele que se conhece sabe falar de si de forma autêntica e segura, sem constrangimentos diante de alguma limitação, pois consegue oferecer ao entrevistador outras possibilidades na falta de alguma específica. O autoconhecimento proporciona um repertório mais amplo de seus potenciais, diminuindo os pontos negativos pelas possibilidades dinâmicas de adaptação do seu próprio pensamento autoconsciente. Mostrar que você é um ser humano e se aceita como é, facilita a compreensão das limitações, pois também convence com a determinação, a facilidade de convencer, de buscar mudanças, de pensar com naturalidade, e é exatamente isso que é valorizado no candidato a uma vaga, é a consciência de que até tem limitações, mas que por saber disso pode e já está fazendo sua parte para superá-las.

Portanto quem tem essa consciência de sua condição humana e aceita isso como natural poderá superar as suas limitações, trazendo benefícios para si mesmo, para as pessoas mais próximas do seu convívio, no trabalho e para a sociedade. Além desta vantagem, o autoconhecimento proporciona a condição de se perceber como um todo, definindo um perfil de personalidade e um tipo de inteligência que mais se destaca em você, podendo assim ser usado como conteúdo na entrevista. Como você deve saber, existem vários perfis de personalidade e tipos de inteligência. E você deve estar se perguntando e para que serve esse tipo de conhecimento?

Esse conhecimento é fundamental para que você faça seus planejamentos estratégicos internos desenvolvendo a cada dia, dentro de um processo, uma gama de valores mais apropriados para aquilo que deseja alcançar, direcionando ao seu propósito de vida. Assim reinventar-se poderá ser uma prática habitual e com toda certeza muito saudável. Conheça bem a sí mesmo, tenha uma postura positiva e confiante em sua vida e na entrevista de emprego será mais um momento como tantos outros.

Se perceber que até agora não fez nada neste sentido, não tem problema, porque qualquer hora é tempo para começar. Começe agora mesmo a ampliar seu auto-conhecimento, seu perfil de personalidade e seu leque intelectual e tenha em mente que esse é um exercício contínuo, mas nada monótono.

Os entrevistadores, em geral, estão procurando pessoas com características específicas para um cargo, função ou ainda um perfil mais adequado a empresa e/ou ao produto que ela comercializa. Por esse motivo não se preocupe em interpretar um papel. Seja você mesmo e as chances de agradar serão muito maiores. Para ter uma relação humana de sucesso a busca do aperfeiçoamento da personalidade faz a diferença. Por isso relacionei alguns itens que julgo mais importantes e relevantes para a construção de uma personalidade agradável e de sucesso, que podem ser utilizados como guia de autoconhecimento e metas a serem alcançadas.

Personalidades e Atitudes que Agradam os Entrevistadores

Personalidades

Enérgético - é aquele que comunica vigor, uma grande energia e disposição para trabalhar.

Motivado - é aquele que transmite entusiasmo para trabalhar e superar dificuldades.

Persistente - é aquele que não desiste de suas tarefas até atingir seu objetivo. Há quem diga que a persistência vale mais do que a inteligência.

Responsáve - é aquele que sabe arcar com suas responsabilidades e se preocupa com isso.

Honesto - é aquele que mostra diariamente quem é, com coerência e humildade. Falar de sua própria honestidade não leva a nada, muito melhor do que palavras são ações constantes.

Dedicado- é aquele que faz da sua atividade do momento, sua diretriz.

Analítico - é aquele que é paciente, observador e analisa com profundidade as alternativas.

Objetivos - é aquele focado e que sabe definir e alcançar os objetivos.

Atitudes

• Valorize o nome das pessoas, procurando memorizar para chamá-las pelo nome.

• Tenha sempre um sorriso no rosto, afinal as pessoas que transmitem bom humor e positivismo são mais agradáveis de se conviver.

• Seja cordial com as pessoas, gentileza faz muita diferença.

• Deixe de ser ranzinza, cara feia não resolve, só assusta ou irrita o próximo. Vá para a ação e resolva o que incomoda.

• Controle a crítica, nada é pior do que uma pessoa que só sabe falar dos defeitos. Procure as qualidades. Veja o lado bom das coisas e das pessoas.

• Preste atenção ao todo, mas não deixe de ver os detalhes. Dê a devida atenção dentro de uma conversa a isso, esse pode ser o diferencial entre o erro e o acerto.

• Dê valor as pessoas e faça isso com sinceridade. Todos tem qualidades, apesar dos defeitos.

• Faça ou diga algo que agregue valor, que motive, que faça a diferença. Do contrário não fale e não faça nada.

• Saiba falar, mas saiba ouvir tbém. Um complementa o outro.

• Pare de tentar mudar as pessoas. Respeite o modo de ser de cada um.

Estes são alguns itens, existem muitos outros, mas acredito que com essas ferramentas, você passará a ser uma pessoa mais interessante, e suas relações humanas se tornarão mais eficientes. Analise cada uma delas e desenvolva uma personalidade mais agradável e tenha sucesso.

Algumas Dicas Simples para Falar de sí Mesmo em uma Entrevista de Emprego

1. Quais os seus defeitos? O Que Você Tem Feito para Superar os Seus Defeitos? Antes de mais nada é preciso conhecer os seus defeitos e realmente tomar uma atitude para superá-los. A melhor resposta quando se pergunta algo a esse respeito é dizer que está consciente das suas limitações, quem não as tem? Mas não fale deles mesmo se for perguntado. Diga somente que está consciente e que o teu desejo de mudar o faz ficar atento. A busca do auto-conhecimento são metas na tua vida justamente para que vc se aprimore e aos poucos diminua aquilo que é considerado defeito. Isso tudo desvia a atenção dos defeitos e foca numa qualidade fundamental. Leve isso a sério em sua vida, não use somente para a entrevista, mas coloque em prática.

2. Falsa Modéstia: Está fora de moda! É um recurso muito comum, o candidato usar o recurso da falsa modéstia durante a entrevista de emprego para parecer mais simpático aos olhos do entrevistador. Esqueça, é uma tática ultrapassada. Você não precisa se diminuir, do mesmo modo que você deve conhecer bem seus defeitos, mas continuar enaltecendo suas qualidades. Qualquer empresa quer colaboradores com qualidades e é isso que te levará onde deseja. É preciso falar das suas qualidades, valorize as suas realizações, comente sobre as tuas conquistas, você fez por merecer cada uma delas!

3. Fuja das Respostas Prontas Uma das funções do entrevistador, com certeza é tentar surpreendê-lo durante a entrevista de emprego. Durante o dia-a-dia na empresa, sempre irão aparecer situações imprevistas, jogo de cintura é uma qualidade imprescindível. Sempre que surgir alguma pergunta inesperada durante a sua entrevista de emprego, seja sincero. Dê a sua verdadeira opinião, jamais tente agradar ou então usar respostas padrão. Sinceridade, em qualquer situação, sempre é muito importante. Para sair-se bem numa situação imprevista, antes que elas aconteçam prepare bem o material mental e emocional pensando em várias possibilidades de perguntas e já tenha em mente o que você responderia espontâneamente a cada uma delas. O que faz parte do teu repertório de vida, pode ser perguntado inesperadamente, mas não será uma surpresa pra você.

4. Controlando o Nervosismo É normal e totalmente compreensível um nervosismo inicial durante a entrevista de emprego, afinal você está em um ambiente desconhecido e enfrentando uma situação de grande pressão. Pessoas timidas em especial tendem a ficar bastante nervosas e falar pouco. Se este for o seu caso, a melhor maneira para superar essa barreira é a preparação: tenha seus objetivos bem claros, pesquise sobre a empresa, informe-se sobre o perfil da vaga. Os entrevistadores entendem o nervosismo inicial, mas cuidado, um candidato que fica tenso durante toda a entrevista de emprego passa uma imagem de insegurança. Saiba sobre você e o que te valoriza e o restante é consequência de um bate-papo mais formal. Nada além disso!

5. Quanto quer ganhar? Essa pergunta sempre ocorre numa entrevista. E a resposta vai depender muito do seu poder de barganha. Se você estiver empregado o seu poder será grande. Você não precisa do trabalho, apesar de querer. O que é muito diferente. Dessa forma você pode se colocar com naturalidade comunicando que está bem empregado e portanto o que te motiva a busca de uma nova colocação é ganhar mais e poder crescer através de novos contatos e experiências. Dessa forma você poderá dizer o quanto você ganha, benefícios, bônus, etc. e o que pensa como realização profissional. Não diga diretamente quanto quer ganhar. Aguarde a hora que fizerem a oferta e aí sim, diga o quanto está pensando. Se está desempregado, seu poder é bem menor. Por isso coloque ao entrevistador uma de suas qualidades e diga que é flexível e quer ganhar de acordo com o mercado. Pode tranquilamente falar ao entrevistador o quanto ganhava em seu último emprego, mas limite-se a isso. Não fale sobre benefícios, comissões, bônus, etc., e feche sua resposta com a questão de ser flexível. Pergunte qual a faixa salarial do cargo em questão e reflita sobre o seu interesse, juntamente com aquilo que lhe será cobrado dentro da função e avalie.

6. Por que está deixando seu emprego? Essa é outra pergunta infalível. Todos perguntam. Se você ainda está empregado, mas procurando outra colocação, não reclame de sua empresa atual. Limite-se a falar que está buscando melhor oportunidade de crescimento e progresso profissional. Se foi demitido, não adianta esconder. Seja sincero e responda a verdade. Neste caso você tem duas alternativas. Se foi demitido por redução de custos, diga exatamente isso, salientando que nada teve a ver com seu desempenho e o motivo, foi por exemplo, que foi demitido com várias outras pessoas. No caso de ter sido mandado embora por algum erro, melhor ser honesto. A técnica é dar uma resposta muito curta, sem entrar em detalhes, dizendo que cometeu um erro, por exemplo, de não ser suficientemente diplomático, mas afirme que aprendeu com a experiência e sabe que não cometerá esse erro outra vez.

Estas são algumas dicas, com relação a questões mais complicadas, mas que facilitarão o teu entendimento de como se colocar numa entrevista de emprego, tornando-a muito mais tranquila. Perceba que para essa preparação, será necessário uma dose de autoconhecimento, que só será possível com a auto-análise e uma boa percepção de realidade de si mesmo. Essa não é uma tarefa muito fácil para fazer sozinho. Mas se esse "papo te tocar”, procure ajuda de um profissional, psicólogo ou psicanalista, entrando em contato conosco, nosso trabalho é justamente esse, colaborar com o desenvolvimento do ser humano.

"Aquele que conhece os outros é sábio, aquele que conhece a si próprio é iluminado." - Lao-Tzu

   Comentários
Nossos leitores já fizeram 1 comentário sobre este artigo:
 

De: Cristiane (em 21/09/2011 - 11:21)
Auto descoberta
So vai encontrar o sucesso quem realmente for em busca, e começar pelas coisas simples é um dos primeiros passsos!!!

INCLUA UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

• Para postar o comentário é necessário ser cadastrado no site e estar logado.


Mais tópicos relacionados:

ACONSELHAMENTO TERAPÊUTICO ON-LINE

Psiquiatria

Atitudes Transformadoras

Personalidade Construtora & Personalidade Destruidora

Desconstruções

Os problemas estão dentro ou fora de você?

Floral de Bach

Dicas para um Bom Relacionamento

Stress

Tensão Pré-Menstrual (TPM)

Dicas para deixar de fumar

Auto-Estima

Como está sua Auto-estima?

O Círculo Vicioso do Amor Imaturo

Repressão, Resistência e Ato Falho
Escondido, mas nem tanto...

Integração das Partes

Dinâmica das Partes

Esclarecimentos sobre Psicoterapia

Afirmações Positivas.......funcionam?

O Poder das Afirmações Positivas

Porque não comer carne?

As 5 Fases para a Realização do seu Projeto de Ano Novo

Dicas para o Controle de um Ataque de Ansiedade e/ou Pânico

Síndrome do Pânico

A Diferenciação das Consciências

Carência Afetiva, Autoestima e Simbiose nos Relacionamentos

Vítima eu ???

Forma-Pensamento

Constelação Sistêmica Familiar e Organizacional

Freud - A estrutura e a dinâmica da personalidade - Id, Ego e Superego

Autoconhecimento:
Fator Fundamental para o Sucesso!

A DOR DA SEPARAÇÃO - Enfrentando - Compreendendo - Superando

O LADO SOMBRA DA PERSONALIDADE

Complexo de Inferioridade, Aprofundamento e Reflexão

A Ansiedade e as Crenças

Razão e Emoção

Um Novo Olhar Sobre si Mesmo

Coaching ou Psicoterapia?

O Retrato da Vida na Terapia de Grupo

Dicas para deixar a Preguiça de lado e entrar em Ação

Psicoterapia é para quem Sabe o que Quer

O MAL-ESTAR NA CIVILIZAÇÃO

O Amor e os Relacionamentos

Grupo de Orientação Psicanalítica

Minha Vida Parou! - Reflexão e Exercício

Problemas no Relacionamento?! O que eu faço???

A Arte como Autoconhecimento

Qual é a Diferença entre Psiquiatra, Psicólogo e Psicanalista?


Novo Equilíbrio - Tel.: (11) 2605-3166 - E-mail: contato@novoequilibrio.com.br