Participe do nosso site!
Login:Esqueci a senha
Senha:
 
Psicologia, Psicanálise e Desenvolvimento Humano
Constelação Familiar • Hipnose • Visualização Criativa
Terapia em Grupo e Individual • Presencial e pela Internet
Cursos • Workshops
Expediente
Página inicial
Apresentação
Currículo Profissional
Na mídia...
Fale Conosco
Cadastramento
Para Você...
Artigos
Mensagens para Reflexão
Ler e Assistir na Cama
Material de Apoio aos Livros
Exercícios
Atendimentos
Psicologia
Psicanálise
Florais de Bach
Consultório Novo Equilíbrio
Consultório Virtual
Grupo de Orientação

 

Tema: Artigos

Integração das Partes


Usando a Técnica de Integração das Partes

Este é um método de reprogramação do corpo e da mente que funciona com eficácia, mesmo que você não entenda o processo. Muitas vezes, ao falar com as partes de você que estão causando insegurança, raiva, ciúme, falta de energia, medo, ou qualquer outra coisa, você irá descobrir que essas subpersonalidades ainda estão na infância ou adolescência.

Normalmente ficaram presas a uma idade em que você começou a desenvolver algumas convicções ou imagens sobre si mesmo, outras pessoas ou sobre acontecimentos. Essas imagens ou convicções continuam se repetindo, até você descobrir o que elas estão querendo fazer por você.

Todas as imagens passadas podem ser apagadas ou regravadas, mudando a sua mente. Quando você determina as vantagens e benefícios de acontecimentos passados, você inverte os efeitos de tudo que lhe tem acontecido. É hora de esclarecer o problema e encontrar uma solução melhor e um comportamento mais benéfico que lhe permitirá viver uma vida plena e harmoniosa, libertando-se de sentimentos e comportamentos que limitam sua capacidade, simplesmente perguntando a parte de você que está criando esse sentimento: " O que você está fazendo por mim?" e ouvir as respostas.

Vamos ver um exemplo, trabalhando o aspecto financeiro, para que fique mais claro e você possa praticar em outras áreas difíceis de sua vida.

Para quem não se permite experimentar a riqueza e a abundância:

Para começar peça a parte de você que quer ser rica e viver em abundância que escolha uma mão que a represente. A parte que acha que a riqueza e a abundância não são apropriadas será a outra mão. Esta parte será necessária para a finalização do processo.

Primeiro peça, através dos pensamentos e visualização, à parte de você que quer riqueza e abundância que te responda os motivos para ser rico e anote, fazendo uma lista. Vou passar a seguir, uma lista dos possíveis motivos, que você poderá usar e/ou então acrescentar, conforme determina a sua parte.

Quero riqueza porque:

- Dinheiro significa liberdade.
- Riqueza dá segurança.
- Abundância leva paz à mente.
- Muito dinheiro me dá a chance de viajar.
- Com riqueza posso comprar uma bela casa.
- Posso comprar o que quiser e quando quiser.
- Sendo rico, posso ajudar os outros.
- Ter dinheiro me ajuda nos projetos beneficentes.
- Quando o dinheiro vem com facilidade, tenho mais tempo livre para me dedicar a arte, música, literatura, esportes, diversão de forma geral.

Agora peça a parte de você que não quer riqueza e abundância que te responda os motivos para não ser rico e anote, fazendo uma lista da mesma forma que anteriormente. Vou passar a seguir, uma lista dos possíveis motivos, que você poderá usar ou então acrescentar, conforme determina a sua parte que não quer riqueza.

Não quero riqueza porque:

- Sem riqueza, as pessoas não tem ciúmes de mim.
- Fico livre de responsabilidades, compromissos e preocupações.
- Sei que as pessoas gostam de mim pelo que sou, e não porque tenho dinheiro.
- Ganho para viver e não quero trabalhar mais para ter mais dinheiro.
- Gosto de levar uma vida simples.
- O dinheiro pode me corromper e me transformar em alguém desonesto.
- Trilho o caminho espiritual e por isso não preciso ser rico.
- Gosto de viver próximo as minhas raízes.
- Não quero me tornar egoísta.
- Poderia me tornar preguiçoso e acomodado e não realizar coisa alguma.
- Pessoas ricas não são felizes, porque dinheiro não traz felicidade.

Depois disso, pergunte a parte de você que não quer ser rica (aquela parte que pensa que está fazendo algo bom para você, impedindo-o de se tornar rico): "E se houvesse uma forma de você obter benefícios contrariando o que está na sua lista? Você estaria disposto a mudar o seu comportamento e permitir que eu tenha riqueza e abundância?".

Se essa parte de você disser não ou se tiver alguma hesitação, pergunte se há algo que ele poderia acrescentar a lista ou então sugira algumas idéias como por exemplo: "Se eu me tornar rico, vou me sentir livre", ou "Se eu tiver abundância, vou ser muito mais querido", ou ainda "Tenho muitas qualidades e por isso tenho certeza que o amor vai surgir na minha vida por minha causa e não pelo dinheiro que tenho".

Continue sua conversa com sua parte que não quer riqueza: "E agora parece melhor? Contando com todas as observações que acabamos de fazer, pensando nos benefícios que contraríam sua lista e em outras observações que não imaginamos ainda, você estaria disposto a me deixar ter riqueza e abundância?"

Se vier um sim, mesmo que seja tímido, estamos no caminho certo, mas verifique se tudo que foi conversado e argumentado satisfazem a sua parte perguntando: "Lembra de mais alguma coisa de que possa precisar?"

Se a resposta for não, podemos continuar. Agora feche seus olhos e fale o seguinte: "Peço que a parte de mim que acreditava estar fazendo o melhor, impedindo que eu tenha riqueza e abundância, agora vá até a parte de mim criativa, àquela que possui um suprimento infinito de soluções e peça a ela que lhe consiga pelo menos três maneiras para que haja riqueza e abundância e continue se sentindo livre, seguro e tudo o mais que deseja." Não há necessidade de você saber conscientemente quais são as três maneiras, neste momento.

Pegue as duas listas que foram feitas por cada uma das partes e as repita utilizando frases que tragam um sentimento positivo e que seja de uma forma como se tivesse acontecendo.

Diga: "A parte de mim criativa conseguiu três maneiras para que eu possa ter riqueza e abundância e também:

- Tenho paz de espírito.
- Posso viajar para lugares lindos e morar numa casa confortável e bonita.
- Posso comprar o que quero e ajudar os outros, de muitas formas maravilhosas.
- Posso iniciar projetos e investir meu tempo em arte, música, esportes e em divertimento de forma geral.
- Ao mesmo tempo, estou livre da responsabilidade extra que o dinheiro pode trazer.
- As pessoas não tem inveja de mim, aliás, elas se sentem felizes por mim.
- As pessoas gostam de mim pelo que sou, e não por causa do meu dinheiro.
- Sinto-me livre, e não preciso me preocupar com as coisas que possuo.
- Nunca me sinto preso pela minha riqueza e abundância.
- Minha vida se tornou mais fácil, e não preciso trabalhar ainda mais para ter riqueza e abundância.
- Posso levar uma vida simples, se quiser, e percebo que a riqueza me ajuda e não me corrompe.
- Tenho mais tempo para me dedicar ao estudo espiritual.
- Posso dar dinheiro para os menos afortunados do que eu.
- Posso viver próximo às minhas raízes, e não me tornar egoísta.
- Não me tornei preguiçoso, muito pelo contrário, tenho realizado muitas coisas maravilhosas e ainda aprendi a me descontrair.
- Sinto-me à vontade, e nem um pouco oprimido pela minha riqueza.
- Minha família e meus amigos me tratam maravilhosamente bem.
- Os amigos não agem como se estivessem a fim do meu dinheiro.
- Tenho amor em minha vida.
- Vivo em estado de felicidade e paz.

Continue a conversa: "Peço a todas as minhas subpersonalidades para analisar essas três maneiras e ter certeza de que são soluções garantidas para todas as partes de mim, e eu não preciso saber que maneiras são essas, neste momento."

Sabendo que uma das mãos está representando a sua parte que quer riqueza e a outra a que não quer, posicione-as separadamente, aproximadamente meio metro uma da outra, com as palmas de frente uma para a outra.

Da mesma forma, visualize as suas partes também diante uma da outra na mesma distância aproximadamente. Veja suas duas partes se abraçando e ao mesmo tempo vá juntando suas mãos lentamente até se tocarem.

Diga mentalmente:"Permito o fluir de sentimentos entre elas e agora entendo que cada uma achava estar fazendo o melhor por mim, durante a interminável batalha para saber quem estava certa."

Com as palmas ainda unidas, leve as mãos até o peito, sendo que a mão esquerda deve ser colocada sobre o coração e a direita sobre as costas da esquerda.

Visualize agora suas duas partes e todas as outras partes de você fazendo um circulo em volta delas, emanando amor e diga:"Eu sou a pessoa adulta e segura que agora pode desfrutar e experimentar a riqueza e a abundância."

Veja as duas caminhando de mãos dadas, compartilhando conceitos e idéias, atualizando as informações disponíves sobre como podem viver em harmonia e criar a riqueza e a abundância para ambas desfrutarem em paz.

Por fim, agradeça mentalmente a todas as subpersonalidades que fazem parte de você e diga:"Estarei atenta e disposta a ouvir e fazer acordos e entendimentos com todas vocês para vivermos em harmonia e prosperidade. Muito obrigada!"

Após esse processo, você perceberá que estará pensando e sentindo de modo bem diferente. O seu comportamento irá mudar e o comportamento dos outros em relação a você também.

Não temos como determinar em quanto tempo você ficará rica ou se ficará, mas com certeza o seu relacionamento com a riqueza mudará quase que automaticamente, te favorecendo nesse aspecto.

Essa técnica de integração das partes, pode ser utilizada, sempre que você perceber que há um conflito entre querer e não fazer nada para ter. Quando isso acontece, fica claro que tem alguém que está impedindo. É nessa hora que deve entrar em ação a técnica de integração.

Pratique e verá que os resultados são com certeza surpreendentes.

   Comentários
Nossos leitores já fizeram 2 comentários sobre este artigo:
 

De: Beth (em 27/04/2009 - 18:26)
Olá Eliete,
Fico feliz em saber que gosta do site. Em breve teremos vários cursos sobre o assunto. Avisarei através do boletim. Você já está cadastrada e receberá. O livro mais interessante sobre esse assunto é o "Vencendo a Batalha Interior" da Verlaine Crawford. Se desejar mais exercícios procure no site mesmo, no item "Exercícios" e no meu livro "Visualização Criativa, também você encontrará a cada capítulo uma atividade que trabalhará os aspectos mais comuns e complicados do ser humano. Se desejar comprar o livro me solicite por email e passarei as informações. Abraço Carinhoso,

De: elietegoldberg@yahoo.com (em 19/04/2009 - 22:28)
adorei
Parabens pelo site . Gostaria de informaçõers sobre cursos a respeito de integração de partes , ( exercicios criativos )

Se for possivel indicar-me livros , ou algum material disponivel agrdeceria muito.
um abraço

INCLUA UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO

• Para postar o comentário é necessário ser cadastrado no site e estar logado.


Mais tópicos relacionados:

ACONSELHAMENTO TERAPÊUTICO ON-LINE

Psiquiatria

Atitudes Transformadoras

Personalidade Construtora & Personalidade Destruidora

Desconstruções

Os problemas estão dentro ou fora de você?

Floral de Bach

Dicas para um Bom Relacionamento

Stress

Tensão Pré-Menstrual (TPM)

Dicas para deixar de fumar

Auto-Estima

Como está sua Auto-estima?

O Círculo Vicioso do Amor Imaturo

Repressão, Resistência e Ato Falho
Escondido, mas nem tanto...

Integração das Partes

Dinâmica das Partes

Esclarecimentos sobre Psicoterapia

Afirmações Positivas.......funcionam?

O Poder das Afirmações Positivas

Porque não comer carne?

As 5 Fases para a Realização do seu Projeto de Ano Novo

Dicas para o Controle de um Ataque de Ansiedade e/ou Pânico

Síndrome do Pânico

A Diferenciação das Consciências

Carência Afetiva, Autoestima e Simbiose nos Relacionamentos

Vítima eu ???

Forma-Pensamento

Constelação Sistêmica Familiar e Organizacional

Freud - A estrutura e a dinâmica da personalidade - Id, Ego e Superego

Autoconhecimento:
Fator Fundamental para o Sucesso!

A DOR DA SEPARAÇÃO - Enfrentando - Compreendendo - Superando

O LADO SOMBRA DA PERSONALIDADE

Complexo de Inferioridade, Aprofundamento e Reflexão

A Ansiedade e as Crenças

Razão e Emoção

Um Novo Olhar Sobre si Mesmo

Coaching ou Psicoterapia?

O Retrato da Vida na Terapia de Grupo

Dicas para deixar a Preguiça de lado e entrar em Ação

Psicoterapia é para quem Sabe o que Quer

O MAL-ESTAR NA CIVILIZAÇÃO

O Amor e os Relacionamentos

Grupo de Orientação Psicanalítica

Minha Vida Parou! - Reflexão e Exercício

Problemas no Relacionamento?! O que eu faço???

A Arte como Autoconhecimento

Qual é a Diferença entre Psiquiatra, Psicólogo e Psicanalista?


Novo Equilíbrio - Tel.: (11) 2605-3166 - E-mail: contato@novoequilibrio.com.br