Participe do nosso site!
Login:Esqueci a senha
Senha:
 
Psicologia, Psicanálise e Desenvolvimento Humano
Constelação Familiar • Hipnose • Visualização Criativa
Terapia em Grupo e Individual • Presencial e pela Internet
Cursos • Workshops
Expediente
Página inicial
Apresentação
Currículo Profissional
Na mídia...
Fale Conosco
Cadastramento
Para Você...
Artigos
Mensagens para Reflexão
Ler e Assistir na Cama
Material de Apoio aos Livros
Exercícios
Atendimentos
Psicologia
Psicanálise
Florais de Bach
Consultório Novo Equilíbrio
Consultório Virtual
Grupo de Orientação

 

Tema: Mensagens

A Pedra no Caminho


”Conta-se a lenda de um rei que viveu num país de além-mar há muitos anos. Ele era muito sábio e não poupava esforços para ensinar bons hábitos a seu povo. Freqüentemente fazia coisas que pareciam estranhas e inúteis; mas tudo que fazia era para ensinar o povo a ser trabalhador e cauteloso.

- Nada de bom pode vir a uma nação - dizia ele - cujo povo reclama e espera que outros resolvam seus problemas. Deus dá as coisas boas da vida a quem lida com os problemas por conta própria.

Uma noite, enquanto todos dormiam, ele pôs uma enorme pedra na estrada que passava pelo palácio. Depois foi se esconder atrás de uma cerca, e esperou para ver o que acontecia.

Primeiro veio um fazendeiro com uma carroça carregada de sementes que ele levava para moagem na usina.

- Quem já viu tamanho destino? - disse ele contrariadamente, enquanto desviava sua parelha e contornava a pedra. - Por que esses preguiçosos não mandam retirar essa pedra da estrada? - E continuou reclamando da inutilidade dos outros, mas sem ao menos tocar, ele próprio, na pedra.

Logo depois, um jovem soldado, veio cantando pela estrada. A longa pluma do seu quepe ondulava na brisa, e uma espada reluzente pendia à sua cintura. Ele pensava na maravilhosa coragem que mostraria na guerra.

O soldado não viu a pedra, mas tropeçou nela e se estatelou no chão poeirento. Ergueu-se, sacudiu a poeira da roupa, pegou a espada e enfureceu-se com os preguiçosos que insensatamente haviam largado uma pedra imensa na estrada. Então, ele também se afastou, sem pensar uma única vez que ele próprio poderia retirar a pedra. Assim correu o dia. Todos que por ali passavam reclamavam e resmungavam por causa da pedra colocada na estrada, mas ninguém a tocava.

Finalmente, ao cair da noite, a filha do moleiro por lá passou. Era muito trabalhadora, e estava cansada, pois desde cedo andava ocupada no moinho. Mas disse a si mesma: - Já está quase escurecendo, alguém pode tropeçar nesta pedra à noite e se ferir gravemente. Vou tirá-la do caminho.

E tentou arrastar dali a pedra. Era muito pesada, mas a moça empurrou, e empurrou, e puxou, e inclinou, até que conseguiu retirá-la do lugar. Para sua surpresa, encontrou uma caixa debaixo da pedra.

Ergueu a caixa. Era pesada, pois estava cheia de alguma coisa. Havia na tampa os seguintes dizeres: “Esta caixa pertence a quem retirar a pedra.” Ela abriu a caixa e descobriu que estava cheia de ouro.

A filha do moleiro foi para casa com o coração feliz. Quando o fazendeiro e o soldado e todos os outros ouviram o que havia ocorrido, juntaram-se em torno do local na estrada onde a pedra estava. Revolveram o pó da estrada com os pés, na esperança de encontrar um pedaço de ouro.

- Meus amigos - disse o rei -, com freqüência encontramos obstáculos e fardos no caminho. Podemos reclamar em alto e bom som enquanto nos desviamos deles se assim preferirmos, ou podemos erguê-los e descobrir o que eles significam. A decepção é normalmente o preço da preguiça.

Então o sábio rei montou em seu cavalo e com um delicado boa noite retirou-se.”

   Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro a comentar este artigo!!
Os comentários são moderados, serão analisados pela nossa equipe antes da publicação.


Mais tópicos relacionados:

Amizades

A mulher independente assusta o homem?

Manter o amor

O bobo

Revolução da Alma

O Monge e o Escorpião

Quando...

Receita da Dª Helena

Atitude é tudo

Opções

Roupa suja

Uma lição com a cenoura, o ovo e o café

Os sons da Floresta

Momento de Reflexão

Sucesso... será ainda possível?

A Verdadeira Liberdade

A Pedra no Caminho

Sabedoria

Oportunidades

Você decide...

Um Lindo Jardim

Visão Ampla ou Restrita

Confie e Entregue

Para a vida se tornar mais fácil de ser vivida

O Vaso de Porcelana

Conhecimento ou Criatividade?

Sustentação da Auto-Estima

Cuida do que é mais Importante

Céu ou Inferno?

Nó de Afeto

Você é um Construtor de Cercas ou Pontes?

Ação e Reação

Poema da Gratidão

Fundo do Poço

Sorte ou Azar

A Mais Bela Flor

O Gole D’agua

Regras para se tornar um Ser Humano

Riqueza Interior

Renascer

Onde quer que eu esteja

Sermão do Despertar Interior

Mensagem de Vida

Está passando por uma tempestade...

Valorize o que você tem...

Miolo do Pão

DE HOJE EM DIANTE

Cinco Minutos

Copo de Água

Bem que eu mereço...

O Mito de Sísifo

Culto ao Sofrimento

QUASE ACREDITEI

Passeio Socrático

Amar é uma decisão

Tira o Bode da Sala!

A ILHA (uma fábula sobre o autoconhecimento)

O Mito da Caverna de Platão

Kintsukuroi - A Valorização das Experiências

TAO - A Sabedoria do Silêncio


Novo Equilíbrio - Tel.: (11) 2605-3166 - E-mail: contato@novoequilibrio.com.br